Chá de erva-doce:13 benefícios para a saúde e como preparar

Chá de erva-doce:13 benefícios para a saúde e como preparar
Imagem freepik.com

A erva-doce (Foeniculum vulgare), também conhecida como anis-verde, anis e pimpinela-branca, é uma planta nativa da região do Mediterrâneo que pertence à família da cenoura, usada para fins medicinais e culinários. As sementes da erva-doce são ricas em compostos de óleo voláteis potentes como anetol, fenchone, limoneno, mirceno, pineno, chavicol, cineol e estragol que são responsáveis por suas propriedades antiespasmódicas, calmantes, diuréticas, antiinflamatórias, antibacterianas e antimicrobianas. O chá de erva-doce é preparado simplesmente fervendo as sementes de erva-doce em água, de forma que os óleos voláteis também se misturem bem com a água. A erva-doce contêm vários nutrientes como vitamina K, vitamina E, manganês, cobre, zinco e fósforo, e é uma boa fonte de vitamina C. Uma porção de sementes de funcho contém 1% do RDI (ingestão alimentar recomendada) para vitamina C, que atua como um antioxidante dinâmico para seu corpo, protegendo sua pele de quaisquer danos causados pelo sol, fumaça ou poluição.

Benefícios do chá de erva-doce
As sementes de erva-doce, com suas potentes propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e antibacterianas, têm muitos efeitos benéficos e podem ajudar a proteger contra uma variedade de problemas de saúde e doenças.

Melhora a digestão e reduz o inchaço: As sementes de erva-doce são conhecidas por relaxar os músculos e estimular o fluxo da bile, o que eventualmente reduz a dor, o que pode melhorar a digestão. A erva-doce também expele gases do corpo e alivia o inchaço. Estimula a circulação sanguínea no trato digestivo, melhorando assim o processo digestivo geral.

Ajuda na perda de peso: Tudo se resume à capacidade do funcho de ajudar na digestão. Uma melhor digestão permite que seu corpo assimile melhor os nutrientes. Isso mantém você saciado por mais tempo e reduz os desejos. O chá também é diurético, portanto o seu consumo combate a retenção de líquidos, o que, consequentemente, pode contribuir para a perda de peso.


Melhora a saúde do coração: A erva-doce é rica em fibras, o que ajuda o coração de várias maneiras, incluindo a redução de certos fatores de risco de doenças cardíacas, como colesterol alto. O chá de erva-doce contém nutrientes como potássio, cálcio e magnésio, que desempenham um papel vital em manter o coração saudável. Por exemplo, ter potássio na dieta pode reduzir o risco de hipertensão, que pode causar doenças cardíacas. O magnésio é essencial para o sistema cardiovascular, pois regula a pressão arterial. A erva-doce também contém vitamina B-6 e folato, que inibem o acúmulo de homocisteína, que pode danificar os vasos sanguíneos e causar problemas cardíacos.

Aumenta o sistema imunológico: A erva-doce é uma excelente fonte de vitamina C, um poderoso antioxidante que fortalece o sistema imunológico. A erva-doce também contém selênio que pode estimular a produção de células T (as células T são participantes ativos na resposta imune). A erva-doce também possui propriedades antimicrobianas, que ajudam a aumentar a imunidade.

Melhora o equilíbrio hormonal: O Funcho é um dos alimentos que contém fitoestrógenos que, segundo estudo italiano, promovem o equilíbrio hormonal. O conteúdo de fitoestrógenos na erva-doce é o que torna a erva ideal para reduzir os sintomas relacionados ao desequilíbrio hormonal. A erva-doce também contém fitormônios que ajudam a regular os hormônios do próprio corpo e a prevenir qualquer desequilíbrio potencial. A progesterona é o hormônio mais importante quando se trata de equilibrar a tireoide e o sistema glandular. E o funcho possui substâncias progestogênicas que auxiliam nesse aspecto.

Melhora a saúde ocular: Tomar chá de erva-doce ou incorporá-lo às refeições pode ajudar a proteger os olhos contra inflamações. Além disso, pode ajudar a minimizar a ocorrência de distúrbios relacionados à degeneração muscular, como catarata e glaucoma.
Isso é possível devido ao alto nível de antioxidantes encontrados na erva-doce, como vitamina C e aminoácidos. Estes são úteis para rejuvenescer os tecidos e prevenir o envelhecimento.

Ajuda a lidar com problemas menstruais: O funcho tem moléculas de fitoestrogênio, o que o torna muito útil para mulheres e meninas. Essas moléculas ajudam a equilibrar o sistema hormonal feminino. Alguns tratamentos pré-menstruais contêm erva-doce para reduzir a menstruação dolorosa chamada dismenorreia. Tomar chá de erva-doce durante a menstruação pode reduzir o sangramento menstrual e aliviar as cólicas.

Chá de erva-doce:13 benefícios para a saúde e como preparar

Chá de erva-doce para bebês: O chá de erva-doce pode ajudar a reduzir os sintomas de cólica, isso ocorre porque a erva acalma o trato gastrointestinal e expele gases. A erva-doce pode ter um efeito relaxante nos intestinos do bebê. No entanto, de acordo com estudos, a erva não é recomendada para crianças com menos de 4 meses de idade. Consulte sempre seu médico antes de usar chá de erva-doce para recém-nascidos.

Reduza a retenção de líquidos: Beber chá de erva-doce regularmente ajuda a eliminar o excesso de líquidos, pois funciona como um diurético. Além disso, a semente de erva-doce ajuda a remover toxinas e reduz o risco de problemas do trato urinário. Ele também tem propriedades diaforéticas que estimulam a transpiração.

Melhora o funcionamento cerebral: A erva-doce possui propriedades de vasodilatação que ajudam a suavizar o fluxo sanguíneo, especialmente para o cérebro. A erva também é rica em potássio, o que aumenta a condutividade elétrica do nervo no cérebro para um funcionamento ideal.

Propriedades antioxidantes: Graças ao seu conteúdo em flavonóides, metiodina, histinina, clorofila, alanina e triptofano, o chá de erva doce possui um grande poder antioxidante. Ou seja, pode retardar ou prevenir a ação nociva dos radicais livres, que alteram a funcionalidade das células.

Ajuda a manter a saúde óssea: Além do cálcio que é importante para os ossos, o chá de erva-doce contém quantidades significativas de fósforo, magnésio e vitamina K, todos os quais oferecem benefícios adicionais aos ossos e à saúde em geral.

Calmante natural: As substâncias naturalmente calmantes desta planta ajudam a diminuir o estresse e 
ansiedade, ajudando a ter um sono muito mais tranquilo.

A erva-doce pode ser comprado em quase todos os supermercados ou lojas de produtos naturais, podendo ser encontrada seca, em chás prontos de saquinho e em óleo essencial. E pode ser usada em receitas doces, como bolos e biscoitos. A erva-doce também é usada em produtos cosméticos e de perfumaria como hidratantes corporais, desodorantes, shampoos, sabonetes, etc.

Como fazer o chá de erva-doce
1 colher (chá) de erva-doce seca
1 xícara de água
Modo de preparo
Ferva a água e adicione as sementes de erva-doce, desligue o fogo e deixe a mistura descansar por cinco minutos. Coe e consuma o chá logo em seguida. O indicado é consumir, no máximo, 3 xícaras de chá de erva-doce por dia

Contraindicações
A erva-doce geralmente não causa nenhum efeito colateral, principalmente se utilizada em quantidades adequadas. Mulheres grávidas, pacientes epilético, bebês e crianças muito novas não devem consumir o chá de erva-doce. Se você toma algum medicamento consulte sempre o seu médico antes de tomar o chá devido às possíveis interações e efeitos adversos.

Nenhum comentário